Google+ Followers

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Nascer a cada dia















Com um Anjo aprendi que podemos nascer, a cada novo dia
Que a velha frase "se eu soubesse o que sei hoje" tem serventia
Em "circa diem" o mesmo cenário renovar, e outra obra realizar
Naus transformadas,  viajantes sem milhas em mares circulares
Abraçar o tornado como a um cavalo alado e  deixar-se levar
Sentir o sabor do mar sem o definir como  doce, ou salgado
E as tempestadas, berços de junco em mão amorosa embalados
Em cada homem decalcar o amor, apenas com a tinta do olhar
Aos rostos mil vezes encontrados dizer, muito gosto em conhecer
Toques harmoniosos dos sinos celestes nas horas das trindades
Ao findar cada dia, a nau enfeita o cais com os seus tesouros
No raiar da aurora, zarpa segura a circun_navegar um novo dia

A.

6 de Março de 2012