Google+ Followers

domingo, 8 de julho de 2018

LIBERTAÇÃO

LIBERTAÇÃO


Liberte-se a liberdade
Que vigore liberta
Pela voz de quem sabe
Pela voz do poeta

Liberte-se a liberdade
De preconceitos e mitos
Ideais de castidade
E choros d’ aflitos

Liberdade não se prende
Não se aprende,
não se vende
Não se compra,
não se troca
Não se impõe
nem se implora

Sente-se e pratica-se
Na medida certa
Sem vãos artifícios
Como diz o poeta
Sem pensar somente
Nos seus benefícios
Abre-se a um irmão
Como porta sem chave
Como quilha de nave
Que tem rota certa

E atinge a meta
Respeitando o mar
Seja brando ou bravio
Enfrenta o desafio
Sem que a ele se submeta
Como voz de poeta

Liberte-se a liberdade
De frases em panfletos
De poderes de amuletos

Liberte-se a liberdade
Que vigore liberta
Pela voz de quem sabe
Pela voz do poeta


Maria Graça Melo