Google+ Followers

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

No cimo da árvore - Ana Homem de Albergaria



No cimo da árvore, há quem veja uma estrela, eu vejo uma cruz.
Uma cruz pesada, que de dor se inclina.
Por detrás da noite de insónias acesas, só vê fantasias quem não cegou de tristezas.
Que natal, que brilhos, que musica nas ruas... ?
Se, dentro de nós , há frio no peito ; há olhos molhados 
e as dores são só tuas?!


Ana Homem de Albergaria