Google+ Followers

terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Já não sou capaz - Ana Homem de Albergaria





Tela: Ana Homem Albergaria










Já não sou capaz de escrever poemas de Natal.
Aguardo de novo a tua vinda Menino do Presépio.
Espero de novo pela Família Amor,
Que neste velho Tempo de corações frios se aconchegue
Na simplicidade de uma nova gruta,
Segundo abrigo,
Ultima esperança, do Salvador do Mundo!
Espero-te nesta luta diária, mas não inglória, contra o egoísmo,
Em nome da Humanidade que se quer reconstruir.
Espero-te no mesmo trilho, mas neste Belém de novos tempos,
Debaixo de um céu de justiça e num chão seguro para todos.
Espero-te reedificando-me, fortalecendo-me,
Amando-me, para te amar a ti e amar os outros.
Tenho de estar completa quando chegares!
Quero ser essa nova gruta, robusta mas transparente,
Onde todos te verão Renascer!

Poema : Ana Homem Albergaria